COMPARTILHAR

Suspeito de liderar invasões do MST em fazenda de Borebi é preso em Agudos

Willian Miranda Cabeçoni, conhecido como Japonês, estava com a prisão decretada desde o segundo semestre do ano passado. Ele teria chefiado a invasão na propriedade da Cutrale que terminou com a destruição de 7 mil pés de laranja em 2009.

Foi preso nesta terça-feira (11), em Agudos (SP), o líder do Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST) sediado em Bauru. Willian Miranda Cabeçoni, conhecido como Japonês, estava foragido desde o segundo semestre do ano passado, quando a polícia decretou a prisão preventiva dele.

Cabeçoni é apontado pela polícia como um dos responsáveis por diversas invasões em propriedades rurais na região de Borebi, desde 2008.

Líder do MST suspeito de participar de invasão à Cutrale é preso
O caso de maior repercussão é o de uma fazenda da Cutrale, em 2009, quando os manifestantes usaram um trator que destruiu cerca de sete mil pés de laranja.

Em uma das invasões mais recentes, no ano passado, Cabeçoni foi acusado pela polícia de ter liderado uma invasão em que foram furtados cerca de 9 mil litros de óleo diesel de outra propriedade.

Em nota, o MST afirmou que a prisão é resultado de uma “ação arbitrária da Justiça” e que denunciou essa ação, que chamou de “política em defesa da Cutrale, das empresas privadas da região e de interesses particulares”.

Cabeçoni foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória de Bauru.

(Fonte: G1)

Veja mais Notícias da região O Rolo Bauru

Curta O Rolo Notícias nas redes sociais:
Área para comentários
COMPARTILHAR